quarta-feira, 8 de junho de 2016

Causo inTRIGUEIRO1

Causo inTRIGUEIRO 1

Lá estava a bela família, indo não-sei-porque para não-sei-aonde, quando a sogra, do banco de traz do carro fala:
-Olha! Um parquinho!
-Você já veio nele Amor? Diz a filha da sogra incluindo seu marido, que estava dirigindo, na conversa.
-Já...
A mulher vendo o sorriso amarelo do marido imediatamente fecha a cara. Deve ter pensado:
Aposto que ele veio aqui com alguma vagabunda!
O marido, que já conhecia o ciúme da esposa  logo se defende.
-Não é nada disso que você está pensando. É só uma história meio ridícula.


A sogra, como toda boa sogra já destila seu veneno.
-Seu finado pai era cheio dessas historias. Velho safado!
-Não tem nada a ver com safadeza sogrinha querida, foi assim:
Eu estava fazendo plantão aqui em Itaquera. Eu e meu colega de serviço, o Negão. Era domingo.
Apesar de ser junho estava o maior calor. Naquele tempo eu ainda bebia, então as cinco, depois do serviço nos saímos pra tomar uma cerveja.
Como não tinha boteco aberto com lugar bom pra estacionar acabamos vindo nesse parquinho. Tem um estacionamento bem grande lá.
A cancela de entrada estava aberta então passamos direto. Lá dentro o manobrista nos entregou um cupom de estacionamento. Era um cartão de papelão cor de rosa. Gigante. Malemá cabia no bolso da camisa. Ficava mais da metade pra fora do bolso.
Fomos andando pelo parquinho procurando algum quiosque que vendesse cerveja.
No caminho percebi que tinha algumas pessoas olhando feio.
Passou um casal, o homem olhou com cara de nojo e a mulher dando risadinhas.
Paramos num quiosque pra tomar cerveja e outras pessoas passaram olhando. Tava um clima meio hostil. Fomos embora.
Entramos de novo no carro. Ele ia me deixar no ponto de ônibus e ia embora pra casa dele que ficava no sentido oposto ao meu. Comentou:
-Que pessoalzinho esquisito o desse parque.
Paramos na cancela de saída, o Negão tirou o cupom do bolso, entregou pra mocinha e perguntou:
-Quanto é?
-Pra vocês é de graça.
Meu colega deu até um sorriso. Pensou que a mocinha estava flertando com ele. Agradeceu e fomos saindo.
Antes de sair do terreno do parque pra entrar na avenida meu colega parou, esperando dar uma brecha pra entrar no transito. Foi ai que eu vi. Uma placa Enorme na entrada. Entendi porque o pessoal estava olhando esquisito pra gente.
PROMOÇÃO SEMANA DOS NAMORADOS!
VENHA SE DIVERTIR COM SEU AMOR E ESTACIONE GRATIS.
BASTA PEGAR O CUPOM ROSA COM O MANOBRISTA
Apontei a placa para o meu colega. Ele leu e ficou bravo.
-Manobrista filho da puta! Eu vou encher ele de porrada!
-Larga de ser bobo Negão! Pior do que ter fama de gay é ter fama de Bicha Brava.....
Demos risada e fomos embora.
A mulher ficou olhando admirada. Deve ter pensado:
Como é que alguém pode imaginar que o MEU AMOR é gay? Que absurdo!
Já a sogra.... Sempre sogra.
-Voce devia era ter deixado seu colega dar uma surra no manobrista! Onde já se viu...
Que povo mais preconceituoso....


Dede Almeida 08/06/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

oi pessoas, deixem seus comentários. Vou tentar manter todos. Elogiando ou criticando. Obrigaduuuuuuuu